terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

Certificado de Filiação

Prezada(o) Associada(o),
Pensando em aprimorar os benefícios aos associados da ABPp – Núcleo Pernambuco lançamos o CERTIFICADO DE FILIAÇÃO, um documento comprobatório do Associado Efetivo que será emitido anualmente, para o associado.
Para tanto, a emissão do certificado deverá ser requisitado pelo associado, conforme orientação abaixo.

PRÉ-REQUISITOS PARA EMISSÃO DE CERTIFICADO DE FILIAÇÃO

- Ser filiado à ABPp – Núcleo Pernambuco;
- Estar em dia com as contribuições sociais da ABPp/PE, efetuando pagamento total da Contribuição Associativa Anual;
- Apresentar cópia autenticada de Certificado de Graduação em Pedagogia, Psicologia, Fonoaudiologia, Psicopedagogia ou Licenciaturas, contempladas no PL de Regulamentação da Atividade;
- Apresentar cópia autenticada do Certificado de Pós-Graduação em Psicopedagogia (Observando as recomendações das Diretrizes de Formação do Psicopedagogo – formuladas pelo Conselho Nacional da ABPp. Dispensável para Graduados em Psicopedagogia);
- Apresentar Atestado de Supervisão Psicopedagógica;
- Comprometer-se, via declaração própria, a cumprir o Código de Ética do Psicopedagogo;
- Zelar pela postura ética e ações em relação à responsabilidade social aderindo e apoiando campanhas promovidas pela ABPp;
- Participar o quanto possível de cursos de formação propostos pela ABPp/PE, tendo no mínimo a participação em um evento desta finalidade, a cada ano.

Não serão aceitos Declaração de Conclusão de Curso, apenas Certificado.

A emissão deste Certificado fica condicionada ao cumprimento dos critérios acima descritos.
Solicite já o seu!

Cordialmente,

Coordenação ABPp/PE

Gestão 2014 – 2016 

sábado, 15 de fevereiro de 2014

Aconteceu... Workshop Modalidades de Aprendizagem

Amadas/os, vocês já podem ver algumas imagens do Workshop Modalidades de Aprendizagem. 
Nos alegramos com a participação de vocês, e já esperamos te (re)encontrar na próxima atividade da ABPp/PE.

Com afeto,

Coordenação ABPp/PE
Gestão 2014 - 2016 










quarta-feira, 5 de fevereiro de 2014

Mensagem de Quézia Bombonatto

Prezado(a)  Psicopedagogo(a),

Com satisfação a Associação Brasileira de Psicopedagogia, pode comemorar, nesta quarta-feira, 5 de fevereiro , mais um avanço na tramitação do PL 031/2010.

Diante de mais uma etapa finalizada no Congresso Nacional, a ABPp reconhece e agradece o compromisso e empenho do Senador Cyro Miranda que tem se dedicado e esforçado nessa nossa luta para regulamentar nossa atividade exercida com afinco, estudo e comprometimento com a melhoria da educação em nosso país. Ter um parlamentar que acredita em nós e nos represente é resoluto.

Esta causa é de todos os psicopedagogos e a ABPp tem acompanhado efetivamente cada passo desta história, estando à frente deste processo desde os primeiros movimentos em pró da regulamentação da Psicopedagogia em nosso país. Estamos juntos nessa luta galgando vitórias importantes para que além de sua legitimidade já alcançada na nossa sociedade, a   Psicopedagogia possa ser legalizada.

Parabéns aos Psicopedagogos, pois a Psicopedagogia está alcançando os resultados almejados pelo Brasil!

Junte-se à ABPp e compartilhe esta vitória.

Será um grato prazer tê-lo como associado(a) da ABPp para que agora, na reta final de nosso PL possamos contar com a força de todos os psicopedagogos brasileiros

          Um forte abraço,

Quezia Bombonattto
Diretora e Conselheira Vitalícia da ABPp
Presidente da ABPp, gestões 2008-2010 e 2011-2013

NOTA DA ABPp - Dia para Celebrar!

APROVADO NA COMISSÃO DE ASSUNTOS SOCIAIS DO SENADO FEDERAL O PARECER QUE REGULAMENTA O EXERCÍCIO DA ATIVIDADE DE PSICOPEDAGOGIA.

Com satisfação, a Associação Brasileira de Psicopedagogia, ABPp, comemora, nesta quarta-feira, 5 de fevereiro, mais um avanço na tramitação do PL 031/2010.
Diante de mais uma etapa finalizada no Congresso Nacional, a ABPp reconhece e agradece o compromisso e empenho do Senador Cyro Miranda. Ele tem se dedicado e se esforçado nessa nossa luta para regulamentar nossa atividade - exercida com afinco, estudo e comprometimento com a melhoria da educação brasileira.
Ter um parlamentar que acredita em nós e nos represente é resoluto.
Esta causa é de todos os psicopedagogos.
A ABPp tem acompanhado efetivamente cada passo desta história. Estamos juntos nessa luta.
Parabéns aos Psicopedagogos.
A Psicopedagogia enfim está alcançando os resultados almejados pelo Brasil!
Junte-se à ABPp e compartilhe esta vitória.


Diretoria Executiva Nacional

Confira na página do Senado:
http://www12.senado.gov.br/noticias/materias/2014/02/05/senadores-aprovam-regulamentacao-da-profissao-de-psicopedagogo

segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014

Worshop em fevereiro/2014





Prezado/a Associado/a,


A ABPp/PE comprometida com a sua formação continuada oferecerá workshop* Modalidades de Aprendizagem, próximo dia 15.
Participe!
As inscrições estão abertas.
Até lá...

Com afeto,

Coordenação ABPp/PE
Gestão 2014-2016

* Atividade Exclusiva para Associados





MENSAGEM DA PRESIDENTE NACIONAL

Olá! 
Sou Luciana Barros de Almeida, Presidente Nacional da ABPp, eleita para o triênio 2014-2016. Fui vice-presidente da ABPp na gestão de Quézia Bombonatto, no período de 2011-2013. Trabalhamos conjuntamente neste exercício, o que me proporcionou uma visão integrada do que hoje é a ABPp. Resido em Goiânia-GO, e este fator nos mostrou que a distância geográfica não é mais impedimento para gerir uma instituição, pois a experiência nos mostrou que não faltei com meus compromissos em nenhum momento por estar fora de São Paulo. Quando começamos a conversar de sucessão na ABPp fomos pensando cada quesito e para tanto convidarei para a Diretoria Executiva da ABPp, junto comigo, pessoas que estão na cidade de São Paulo e poderão resolver junto à mim, quando a presença for indispensável, mas ao mesmo tempo convidarei também pessoas dos diversos estados onde a ABPp esteja representada por suas Seções/Núcleos visando a ideia de integração nacional, propósito este já experimentado anteriormente e que tem dado certo.
Sobre a minha trajetória na Psicopedagogia quero apresentar-me contando que conclui meu curso de especialização em psicopedagogia pela PUC-GO em 2001. Depois fiz minha formação em psicopedagogia pela E.Psi.Ba com a psicopedagoga Alicia Fernández. Entrei para o grupo da ABPp Seção Goiás em 2003, exercendo o cargo de Presidente em duas gestões consecutivas 2008-2010 e 2011-2013. Minha atuação em psicopedagogia se dá por meio da docência em cursos de especialização em psicopedagogia, em instituição escolar e atendimento individual. Já participei no período de 2003 a 2010 como Coordenadora Externa de um Projeto de Extensão da UFG na Faculdade de Educação denominado Diagnóstico Interdisciplinar de Aprendizagem, que funcionava no ambulatório de pediatria do Hospital de Clínicas da UFG, onde eram atendidos adolescentes com queixas escolares, o diagnóstico era realizado em equipe interdisciplinar. Participei também de diversos eventos na área de psicopedagogia, como membro da equipe organizadora quanto ministrando palestras, oficinas, cursos.
Tomar a decisão de candidatar-me à presidência não foi tarefa simples. Pelo contrário, foi um longo período de avaliação, de questionamento, de troca de ideias com meus pares, organização de minha vida pessoal, consideração sobre fatores de deslocamentos constantes que serão indispensáveis, porém um fator foi decisivo o apoio total da Presidente Quézia Bombonatto que em todos os momentos me mostrava aspectos que favoreciam. Estivemos juntas este tempo todo e tenho enorme respeito e admiração pelo trabalho dela à frente da ABPp, e por uma espécie de inspiração decidi que seria propício para mim e para a ABPp assumir este lugar que é simultaneamente agregador e desafiador.
Sobretudo, o apoio manifesto por Quézia Bombonatto foi irradiando as pessoas do nosso grupo e fui sentindo o apoio de todo o grupo que me dizia isso dos mais variados modos. Sentindo-me preparada, assumi o lugar de candidata e o resultado eletivo comprovou que esta decisão era conjunta, em cenário nacional tive uma votação representativa me colocando entre as 10 Conselheiras Nacionais mais votadas e dentro do grupo do Conselho Nacional Eleito e Vitalício tive o apoio quase unânime do grupo que votou para Presidente Nacional. Ao terminar a reunião de Conselho Nacional, em dezembro/2013, saí satisfeita e ao mesmo tempo preocupada com este novo lugar que ocuparei nestes anos entre 2014-2016, me sentindo apoiada e acolhida pelo grupo do Conselho Nacional da ABPp é que saúdo à todos os Psicopedagogos do Brasil me apresentando como Presidente Nacional da ABPp.
Meu desejo para estes três próximos anos que estão por vir é que ao final estejamos enriquecidas pela experiência e que ela tenha valido. Hoje minha premissa é fazer pela ABPp aquilo que gostaria que fosse feito à mim. Todas nós neste lugar queremos o melhor para a ABPp e para que isto ocorra é imprescindível o equilíbrio entre dedicação, compromisso e competência. Assim, me comprometo ao longo deste período caminhar sobre estes pressupostos para que a ABPp prospere.
Nestes próximos três anos há vários desafios. Alguns previsíveis dos quais podemos nos debruçar para que ocorram da forma desejada, outros imprevisíveis que vamos resolvendo conforme vão aparecendo. Dos desafios previsíveis temos a consolidação da psicopedagogia perante a sociedade brasileira. Isso se dá pela dedicação, estudo e pesquisas na área que fomentam a atuação psicopedagógica; há ainda a regulamentação do exercício da atividade em psicopedagogia, cuja pauta tem nossa total atenção e compromisso desde que este Projeto foi instaurado no Congresso Nacional, em 1997, pelo então Deputado Barbosa Neto (GO) e depois reapresentado em 2008 pela Deputada Professora Raquel Teixeira (GO), que em 2010 findou sua tramitação na Câmara dos Deputados e remetendo-o ao Senado Federal, onde encontramos apoio e acolhimento do Senador Cyro Miranda (GO) e toda sua equipe que sempre nos atende com atenção e esclarecimentos pontuais. E este é um compromisso não apenas meu, mas de todas as Presidentes da ABPp que me antecederam e que eu de um modo particular acompanho de perto junto à Presidente Quézia Bombonatto no período de 2008-2013, indo ao Congresso Nacional sempre que necessário e esta continuará sendo uma prioridade nossa para estes próximos três anos dando os subsídios e acompanhamento necessários.
Dentro do Conselho Nacional da ABPp continuaremos a trabalhar em articulação com as Comissões: de ética, de projetos sociais, científica, de comunicação e divulgação, e de formação e regulamentação. Comissões estas que têm cada uma suas metas e direcionamentos específicos visando ações conjuntas em prol da melhoria da ABPp e da Psicopedagogia. Junto às Seções e Núcleos da ABPp pretendemos acompanhar a promoção das atividades de formação do psicopedagogo ocorridas em cada localidade, bem como o funcionamento regular de cada regional em consonância com a Nacional, assegurando assim a unidade da ABPp em todo o Brasil. Ao associado e ao psicopedagogo de modo geral, vamos promover eventos nacionais que envolvam o maior número possível de psicopedagogos em todo Brasil para discutir temas de relevância na psicopedago gia afim de garantir o encontro e atualização na área. E, diante dos últimos eventos promovidos pela ABPp vemos à cada ano uma crescente procura de psicopedagogos de todas as regiões que vem em busca deste aprimoramento promovido nestes eventos.
Quanto à aprovação de Projetos de Lei que inserem o psicopedagogo na rede de ensino, temos acompanhado diversos municípios brasileiros onde os parlamentares têm valorizado e reconhecido a importância do psicopedagogo nas unidades de ensino o que aumenta nosso compromisso com a educação, ao mesmo tempo, nos sinaliza que temos muito a colaborar com o cotidiano escolar, levando a concepção de aprendizagem atualizada e criando situações onde seja possível aprender. A aprovação em 2013 do Projeto de Lei 011/2005 de autoria do Vereador Antonio Goulart, na cidade de São Paulo, com certeza vai fortalecer ainda mais a efetivação desta ação em outros municípios de todo o território nacional. Atualmente já somam quase 200 municípios que tem psicopedagogos concursados na esfera pública, atuando na rede de ensino, e vemos também uma corrente crescente na rede particular de ensino.
Faz parte de nossos objetivos a melhoria imediata da qualidade dos cursos de formação em psicopedagogia, pois é sabido que a educação tem sofrido com mazelas sociais e políticas, mas primamos pela qualidade na formação do psicopedagogo a fim de cumprir com os princípios que garantam a formação qualificada em psicopedagogia, porém sabe-se que qualquer mudança em educação só é possível com mudança de postura, se queremos o melhor temos que fazer o melhor.
Temos também a meta de elevar as estatísticas no quadro de associados da ABPp em todo Brasil, pois temos muitas pessoas interessadas em psicopedagogia, mas um número ainda pouco representativo destas pessoas são associadas à ABPp, o que não nos favorece diante do cenário político quando indagados de quantos somos, os números não são atrativos, mas para isso contamos com a conscientização, o apoio e a compreensão de todos que compõem cenário psicopedagógico de se juntarem formalmente à ABPp como associado, sabendo que esta é uma atitude individual e espontânea de cada um, já que sendo uma associação representativa da classe de psicopedagogos não há obrigatoriedade de ser associado, porém precisamos de um número significativo de associados para podermos usufruir dos benefícios conjuntamente, precisamos transformar essa concepção, cultivar entre nós o senso de pertencimento, juntar-nos aos nossos pares.
Nestes mais de 30 anos de existência da ABPp temos encontrado inúmeros psicopedagogos que sabem discernir entre o prevalente e o efêmero, o notório e o corriqueiro, o distinto e o banal e é deste público que a ABPp quer se manter, não somos favoráveis e nem aderimos à rivalização, nem aos ataques, pois acreditamos que é pelo diálogo recíproco que crescemos e aprendemos a respeitar as diferenças, temos uma caminhada de mais de 30 anos composta pela idoneidade, reputação ilibada e compromisso ético pelo nosso fazer e agir. A ABPp nasceu pelo interesse de um grupo de pessoas interessadas em psicopedagogia, a ABPp é um grupo e não está sob o comando exclusivo de uma única pessoa, senão pela decisão de um conjunto de pessoas q ue pensam e repensam suas ações. Somos uma associação sem fins lucrativos onde todo o recurso financeiro arrecadado é totalmente investido em prol da própria instituição, nenhum de seus membros tem remuneração pelo cargo que exerce, enfim a finalidade da ABPp é comunitária, a renda obtida é revertida para a própria instituição.
A ABPp foi fundada em 1980 e desde então sempre esteve voltada aos assuntos que unem o psicopedagogo à psicopedagogia. Aos que estão chegando agora à psicopedagogia sejam bem vindos, estudar psicopedagogia é comprometer-se a pensar a vida na psicopedagogia e a psicopedagogia na vida.
Para finalizar agradeço à todos que chegaram até aqui, à cada um que esteve conosco participando, apoiando e desejando o progresso da psicopedagogia, agradeço a confiança e desejo poder contar com o apoio do Conselho Vitalício, do Conselho Nacional, das Presidentes e Coordenadoras de Seções/Núcleos, dos Associados, enfim dos Psicopedagogos do Brasil.

Obrigado e um ótimo 2014!

Disponível na página: https://www.facebook.com/AbPpNacional/posts/709183275782227